Niobe Xandó - Artista | Almeida & Dale

Niobe Xandó

Campos Novos Paulista - São Paulo, 1915 São Paulo - São Paulo, 2010

Ao longo de sua carreira, Niobe Xandó flertou com diversos materiais, técnicas e temas em sua pintura. Mas de certa forma, seu trabalho sempre mostrou um constante diálogo com as ideias surrealistas. O universo mágico do onírico ou a busca pela fluência do inconsciente na tela marcam as diversas facetas de sua produção.

Sua produção inicial - rica em cores e movimentos - traz influências de Munch e Gauguin, mas é especialmente o surrealismo poético de Marc Chagall que deixa marcas em seu trabalho. Entre as décadas de 1950 e 1960, passa de uma figuração delicada e silenciosa à figuras abstratas carregadas de grafismos e gestualidade. Nessa época, participa de duas edições da Bienal Internacional de São Paulo, em 1965 e 1969.

Nesta última, sua obra foi apresentada na sala especial “Arte Mágica, Fantástica e Surrealista”. É também nesse período que desenvolve a série dos Totens, na qual recobre madeira com as linhas e cores inspiradas em máscaras de rituais arcaicos. Na década de 1970, Xandó produziu obras nas quais incorporava influências do Letrismo, movimento que pretendia criar uma nova escrita com base em símbolos.

Sem título, 1977

óleo sobre Eucatex
65 x 50 cm

Composição, 1977

óleo sobre tela
96 x 128 cm

O Jogo/Mascara X, 1968

óleo sobre tela
79 x 104,5 cm

Sem titulo, 2003

pintura sobre cartão
26 x 34, 5 cm

Sem título, 1983

pintura sobre madeira
20 x 26 cm

Sem título, s.d

guache sobre papel recortado e colado
14 x 30 cm

Segunda a sexta-feira das 10h às 18h
Sábado das 11h às 16h
Exceto feriados

+55 11 3882 7120
galeria@almeidaedale.com.br

Rua Caconde, 152 – 01425–010
São Paulo – SP